NOTÍCIAS

ACAGRUP

A sociedade de hoje vive um paradoxo difícil de explicar. Se por um lado, vive-se o momento, logo, tudo é efémero, por outro lado, parece celebrar efemeridades com uma intensidade talvez desmedida, como se andasse à procura de raízes, marcos referenciais, ou até uma identidade.

 

Baden-Powell, foi na 1ª fase da sua vida um militar. Na 2ª fase da sua vida, enquanto fundador do escutismo e a pedido do seu rei, abandonou a sua brilhante carreira e dedicou-se, inteiramente, à divulgação do escutismo. Assim conhecedor profundo das consequências da guerra, deu ao escutismo um cunho claramente pacifista que se alicerça na fraternidade escutista entre povos que ajudou a promover, essencialmente, com a criação de Jamborees (grandes acampamentos mundiais).

 

Se se vive em paradoxo, o 608 também escolheu para este ano, um imaginário que celebra a paz do primeiro grande momento de guerra mundial. Em 2018, celebra-se o centenário do tratado de paz que findou a 1ª Guerra Mundial, onde os escuteiros tiveram um papel muito importante, reconhecido, na defesa e no auxílio das suas populações.

 

Partindo do relato de um “pretenso” sobrevivente, criou-se uma narrativa que num primeiro momento evoca essa guerra, no entanto, a ideia é evoluir ao longo do ano escutista, enfatizando momentos importantes que decorreram durante estes 100 anos, valorizando a paz e a intervenção do escutismo na sociedade.

 

Enquadrado nessa dinâmica, no fim-de-semana de 11 e 12 de Novembro, o 608, realizou um Acagrup.

 

Um fim-de-semana de acampamento de todo o agrupamento, no início do ano, foi a primeira vez em quase 38 anos de existência.

 

No Centro Juvenil de S. João Bosco, em Campanhã, recordou-se a Batalha de La Lys, onde se perderam muitas vidas do CEP (Corpo Expedicionário Português), mas, também se fez outras ligações para o desenvolvimento de actividades futuros, por exemplo, a feitura de um terço gigante onde todos os participantes deixaram a sua marca, celebrando, em agrupamento, o centenário das aparições de Fátima.

 

No sábado à noite, fizemos a Investidura de Guias, aqueles que tem a responsabilidade de liderar e orientar a sua pequena “família escutista”, a patrulha, foram investidos nas suas funções, assumindo responsabilidades específicas ao cargo.

 

A participação foi significativa atendendo à época do ano com diferentes eventos e compromissos.

 

Se é verdade que os nossos olhos são sempre suspeitos, notou-se um ar de felicidade dos participantes, no final de mais uma atividade escutista.

SOBRE NÓS

A Paróquia de S. Mamede de Perafita está inserida na Vigararia de Matosinhos, Diocese do Porto. Dela, neste momento, fazem parte 12 organismos e um Centro Social: o Centro Social Paroquial Padre Ângelo Ferreira Pinto.

LOCALIZAÇÃO

PARÓQUIA DE SÃO MAMEDE DE PERAFITA


Praceta Padre Ângelo Ferreira Pinto, nº 25
4455-469 PERAFITA

COMUNICAÇÕES PAROQUIAIS

Para receber a newsletter ANuntio e todas as

comunicações paroquiais, indique:

Copyright © 2017 Todos os direitos reservados Paróquia de S. Mamede de Perafita